Varejo + IoT: Equilibrando a luta com o e-commerce

28 November 2017

##

Com o surgimento da internet, os sites de e-commerce nasceram, cresceram e se tornaram os “inimigos” do varejo físico. O cenário pintado era que, oferecendo muita praticidade e com mecanismos de marketing mais direcionados, os hábitos de consumo mudariam e o e-commerce iria (quase) acabar com o varejo físico.

Ainda que este cenário catastrofista não tenha se confirmado, é fato que os consumidores hoje tendem a realizar certos tipos de compra por meios eletrônicos e outros em lojas físicas. Além disso, o volume e detalhamento de dados que o e-commerce possui se tornaram uma vantagem competitiva gigante, pois entender o que o cliente deseja é a chave do sucesso neste segmento.

Se o volume e riqueza de dados são uma vantagem do e-commerce, como o varejo pode se equiparar?

##Internet das coisas!

Vejamos alguns casos:

Caminhos: Se nos sites é possível rastrear todas as buscas e os caminhos navegados, câmeras com a capacidade de contar, medir e rastrear trajetos em áreas específicas, como corredores de supermercados, fornecem dados valiosos sobre o padrão de movimentação das pessoas, podendo identificar quais os pontos em que há maior ou menor interesse, onde as pessoas procuram algo por longo tempo, onde passam rápido demais, onde esperam demais por algum atendimento ou por onde nem passam.

Sensores: O que você diria se soubesse que das vinte geladeiras que estão em uma loja, uma foi aberta cerca de 90% menos do que aquela que foi aberta mais vezes? As respostas podem ser meio bobas ou óbvias, mas a questão que importa aqui é: você sabe disso? Você sabe que uma geladeira específica quase nunca é aberta? Um simples sensor conectado obtém esta informação e permite disparar ações automatizadas para o entendimento do problema e ação corretiva.

Momento da oferta: O melhor momento para fazer alguma oferta ao cliente é quando ele entra na loja. Mas os sistemas só nos dizem quando o cliente deixou a loja, pois acabou de passar no caixa. Neste momento, não adianta mais ofertar nada. Por isso, é possível oferecer conexão wi-fi descomplicada e prática para os clientes, tornando seus próprios dispositivos “sensores de presença”, permitindo a coleta de perfil e direcionamento de ofertas.

Análise do sortimento de produtos: E em alguns casos, o varejo tem vantagens versus o e-commerce: No segmento de vestuário, como magazines de roupas, calçados e acessórios, ao utilizar etiquetas com RFID nas peças, é possível entender quais as combinações são testadas pelos clientes nos provadores, quais as peças, cores, tamanhos são combinados, direcionando assim toda a cadeia de concepção, produção, compra e exposição do estoque.

Pode parecer muito utópico, avançado demais, caro demais, mas toda esta tecnologia está disponível e em constante evolução pelo engajamento das comunidades de desenvolvedores. Novos tipos de sensores, câmeras, dispositivos estão sendo criados. A mão de obra especializada está no início da curva de aprendizado, mas já há boa oferta no mercado. O custo de infraestrutura está se tornando cada vez mais acessível com os provedores de cloud services.

##O que fazer agora? Começar!!

Identifique qual dado sua empresa hoje não possui, mas seria uma boa origem de informação. Não se limite aos dados de sistemas, lembre-se que com IoT qualquer coisa pode gerar dados e estes dados podem ser informações valiosas. São diversos tipos de sensores, câmeras, beacons, aparelhos que podem ser utilizados.

Então faça um pequena implementação. Tendo como objetivo a geração do mínimo produto viável, um projeto piloto que irá mostrar com pouco investimento o valor desta tecnologia e irá gerar já um resultado.

Na SM22, descobrimos soluções que focam nas necessidades do varejo, buscando levar inovação tecnológica e expertise técnica aos players deste mercado. Nossa equipe desenvolve soluções que integram dispositivos e gestão dos dados e está preparada para desenhar e implementar a estratégia mais adequada para cada necessidade de negócio das empresas.

Quer saber mais? Entre em contato!

comments powered by Disqus